Precificar produtos é um dos principais desafios na rotina do empreendedor, principalmente quando ele é inexperiente ou acabou de entrar em determinado segmento do mercado com o qual não tem familiaridade. O processo, que na maioria das vezes é feito por tentativa e erro, acaba custando caro para o empreendimento a cada vez que se chega a um valor errado. Isso pode minar as chances de um negócio se consolidar no mercado.

Mas precificar produtos é algo muito simples, uma vez que você entende como as grandes empresas fazem isso. Neste artigo, vamos mostrar o que você precisa saber para precificar um produto e como fazer os cálculos para o seu negócio.

Pronto para aprender? Então vamos lá!

Por que precificar produtos é tão importante?

Antes de investigarmos quais são os fatores que influenciam no preço de um produto, precisamos entender por que a precificação de produto é tão importante para o sucesso de um empreendimento. A formação de preços é uma das variáveis que influenciam na receita de uma empresa e, portanto, crucial especialmente nos anos iniciais do negócio.

Uma estratégia correta de preços fará com que você atinja o público certo, consiga vender seus produtos a um volume suficiente para manter o negócio operante e tenha papel importante na fidelização de uma clientela. Nos anos iniciais, uma sorveteria precisa ter mais acertos do que erros para se manter de portas abertas. E uma boa estratégia de erros faz toda diferença na continuidade dos negócios.

Não conseguir precificar adequadamente os seus produtos trará uma série de problemas pelo caminho, prejudicando desde o fluxo de caixa e a cobertura de gastos diários do negócio até os lucros (afinal, será preciso compensar o valor real do produto de alguma forma).

Preços baixos também servem para afastar consumidores em alguns segmentos, especialmente se você quer posicionar a sua sorveteria entre aquelas que produzem sorvetes Premium.

Como precificar produtos corretamente?

Para não perder dinheiro com a sua sorveteria, uma das primeiras iniciativas da gestão deve ser a de procurar entender todos os aspectos que compõem o custo de um sorvete. Eles serão considerados no preço final do produto, a fim de que se possa obter lucros.

Nos tópicos a seguir, você conhecerá cada um desses aspectos e entenderá como eles influenciam no preço de um item. Confira!

Coloque no papel seus custos e despesas

O primeiro fator que influencia nos preços de produtos é quanto sua empresa gasta para produzi-los. Portanto, devem ser considerados todos os insumos que são utilizados pelo negócio (como frutas, leite, caldas e qualquer outro item que não seja produzido pela empresa), bem como os salários de funcionários, os impostos, as contas fixas e variáveis e qualquer outro gasto que se possa ter para fazer sorvetes todos os dias.

Muitas vezes, empresas erram na hora de precificar porque consideram apenas alguns desses custos, tomando somente matéria-prima e desconsiderando mão de obra, por exemplo. Isso faz com que as margens de lucro fiquem achatadas e a empresa não consiga bons resultados ano após ano. Para contornar isso, olhe bem para custos fixos e variáveis e tenha esse número na ponta da língua.

Estabeleça a margem de lucro

Esse é um dos pontos que são mais desafiadores para quem empreende: conhecer a sua margem de lucro. Afinal, cada empresa tem uma margem de lucro diferente, e essas margens podem variar até de estado para estado ou cidade para cidade. Então, como estabelecer a sua margem de lucro?

Não há uma fórmula ideal. É preciso fazer um benchmarking dos seus principais concorrentes e tentar estimar a margem de lucro deles para entender o que será bem aceito pelo seu mercado. Mas uma margem de lucro deve proporcionar ganho para o negócio, não apenas o custeio dos gastos mensais.

Valores muito altos podem afastar clientes, e os muito baixos tornarão impossível manter as portas abertas. Portanto, pesquise bastante sobre o mercado de sorvetes local até decidir-se por uma margem de lucro.

Identifique seu regime tributário

No Brasil, os impostos são um fator muito forte na precificação de produtos, e as sorveterias não podem deixar de considerá-los ao fazer o cálculo de quanto valem seus sorvetes. Para não errar, verifique em qual regime tributário a sua empresa se encontra, quanto de cada item deve ser destinado ao pagamento de impostos e adicione esse valor ao preço de cada produto vendido na sua sorveteria.

Se tiver dúvidas quanto ao seu regime tributário, verifique com o contador que ajudou com o registro da sua empresa quanto de imposto incide sobre ela a cada ano.

Trabalhe a percepção de valor

Se você pretende categorizar os seus sorvetes como Premium, deve ficar atento a este tópico. Percepção de valor é um conceito muito simples, que nos explica por que um mesmo item pode custar valores muito diferentes em locais distintos ou quando é produzido para um público em particular. Um sorvete Premium, portanto, deixa de ser só um sorvete e passa a ser uma experiência pela qual as pessoas estão dispostas a pagarem um pouco mais.

Considere o público da sua sorveteria, onde ela está localizada e que tipo de itens disponibiliza para os clientes para definir uma percepção de valor. Aplique essa percepção de valor ao lucro para chegar ao preço certo para os sorvetes da sua marca.

Existem muitas variáveis na maneira de precificar os itens da sua sorveteria, por isso, esteja aberto para fazer atualizações nos valores conforme aprende sobre o seu mercado local e sobre o setor de sorvetes.

Precificar adequadamente os produtos da sua sorveteria é fundamental para que o investimento feito nela traga retorno. Por isso, consulte este material sempre que precisar tirar alguma dúvida e verifique periodicamente a variação nos valores dos insumos para repassá-la ao consumidor.

Atualizar os preços conforme o tempo passa também é muito importante, já que há variação no custo de alguns insumos conforme o tempo passa. Então, não se esqueça de verificar quanto está cobrando para cada produto pelo menos uma vez ao final de cada ano fiscal.

E aí, gostou de aprender a precificar produtos na sua sorveteria? Continue lendo sobre o assunto e veja 5 práticas que vão ajudá-lo a reduzir custos na fabricação de sorvetes!