Muitas pessoas querem empreender, mas não sabem por onde começar. O mercado de sorvetes tornou-se uma ótima alternativa, visto que permite diversos tipos de empreendimentos, além de ter um bom potencial de retorno.

Neste artigo, vamos explicar a distribuição de sorvete, uma sugestão para empreendedores que querem aventurar-se no mundo culinário e construir excelentes alternativas no mercado.

Quer entender o que significa trabalhar com distribuição de sorvete e quais são as melhores formas de conquistar um bom investimento? Continue a leitura.

O que significa trabalhar com distribuição de sorvete?

Trabalhar com distribuição de sorvete pode ser um investimento muito versátil. Por meio dele, você pode aumentar o alcance dos seus consumidores finais e, inclusive, criar parcerias e conquistar um público voltado para empresas, com a distribuição de grandes volumes e receitas diferenciadas para outros estabelecimentos.

Se você gosta de trabalhar com sorvetes, mas não quer mais ter uma sorveteria, essa pode ser uma excelente alternativa para continuar investindo na sua paixão — e conseguir um bom retorno.

Por que a distribuição de sorvete é um bom investimento?

Como dito anteriormente, trabalhar com a distribuição de sorvete pode ser uma alternativa muito mais versátil do que, simplesmente, ter uma sorveteria.

Existem diversos caminhos que podem ser seguidos, e cada empreendedor pode encontrar aquele que combina mais com o tipo de negócio que quer construir.

Portanto, torna-se um bom investimento: a versatilidade dessa atuação pode motivar diversas pessoas a construírem seu próprio negócio, explorando diferentes possibilidades.

Como trabalhar com a distribuição de sorvete?

Se você quer explorar as possibilidades da distribuição de sorvete, é hora de descobrir qual é a opção mais adequada para você. Veja as alternativas que selecionamos, a seguir!

1. Freezers

A primeira alternativa são os freezers. Você certamente já foi a algum estabelecimento, como supermercados e mercearias, e encontrou freezers de marcas de sorvetes com uma diversidade de sabores e opções para os consumidores.

Essa é uma boa alternativa: criar linhas de produtos e vendê-las, junto com os freezers, para diversos tipos de estabelecimentos, ampliando sua atuação no mercado de forma simples e prática.

2. Carrinhos

Os carrinhos de sorvete também são uma tradição brasileira. Já foi à praia e viu um vendedor com um carrinho de sorvetes? Essa também é uma alternativa para quem fabrica os sorvetes e picolés e quer comercializá-los por intermédio de outros profissionais e outras empresas.

3. Food Truck

Um food truck de sorvetes é uma boa opção. Visualize um carro de sorvete grande, diferenciado, com a possibilidade de entregar experiências incríveis para os consumidores.

Esse modelo de negócio ganhou muita notoriedade com o passar dos anos e ainda é uma boa opção de investimento para quem quer destacar-se da concorrência e conquistar novas oportunidades de mercado.

4. Delivery

Se você não quiser ter uma loja física, pode trabalhar com delivery. Existe a opção de criar uma conta nos mais diversos aplicativos de entrega de comida e adicionar os seus produtos.

Para se destacar nesse mercado, a dica é ter uma boa variedade de sorvetes, um bom prazo de entrega e um atendimento diferenciado.

Isso fará com que os consumidores deixem boas notas e recomendações na sua página, além de manterem a recorrência de compra e indicarem seu negócio para amigos e familiares.

5. Revendedores

Se você gosta de produzir sorvetes, mas não quer comercializá-los diretamente com o público final, pode trabalhar com revendedores.

Os revendedores podem ser outras sorveterias, ou até mesmo os modelos de negócio de freezer e carrinhos que comentamos anteriormente.

6. Presença em eventos

Existe, também, a possibilidade de trabalhar em eventos. Nesse contexto, você funcionaria como um “buffet”, oferecendo os serviços de sobremesa para os clientes nos mais diversos contextos.

A presença em eventos pode abraçar:

  • aniversários;
  • eventos corporativos;
  • seminários e grandes palestras;
  • festivais;
  • e muito mais.

Por que é importante fazer um planejamento?

Independentemente da opção escolhida, o planejamento para trabalhar com distribuição de sorvete é fundamental.

Ele vai ajudá-lo a entender e elaborar um plano de ação eficiente para transformar a sua marca em um verdadeiro sucesso.

Dentre todos os cuidados necessários nesse momento, é preciso que você se atente a definir:

  • os objetivos da empresa;
  • o seu modelo de atuação;
  • os produtos que serão comercializados;
  • um planejamento financeiro;
  • valores de investimento para abertura da empresa;
  • o maquinário necessário para produção dos sorvetes;
  • quais serão os fornecedores;
  • como será a abordagem de vendas e criar uma lista de possíveis empresas para entrar em contato;
  • um plano de comunicação;
  • quais serão as redes sociais e as plataformas em que sua empresa estará presente;
  • cartões de visitas, folders e outros materiais para distribuição em pontos físicos;
  • uma análise da concorrência;
  • as metas do negócio para o próximo ano;
  • os progressos da empresa;
  • o planejamento e revê-lo sempre que necessário.

O planejamento precisa ser um documento elaborado que avaliará todas as possibilidades dentro da criação e do crescimento da empresa. Por isso, é preciso ter atenção em cada detalhe, para garantir que você estará preparado para as possíveis dificuldades que surgirão.

Este é um dos erros mais comuns dos empreendedores: nem todos os empreendedores dão atenção necessária para o planejamento e acabam embolando finanças pessoais com as da empresa, sem previsibilidade de resultado e, claro, ações de comunicação alinhadas e eficientes.

Por isso, para que você não cometa os mesmos erros e consiga estruturar um negócio de sucesso, crie seu planejamento e dê atenção a todos os detalhes que podem influenciar no crescimento e nos resultados da sua empresa.

Trabalhar com a distribuição de sorvete permite que você tenha uma abordagem diferenciada e muita versatilidade nas áreas de atuação. Para isso, avalie todas as possibilidades existentes no mercado e veja quais delas realmente se adequam às suas expectativas.

É claro que, independentemente da área de atuação escolhida, não pode deixar de fazer o planejamento. Ele será responsável por nortear todas suas ações e garantir que cada detalhe saia dentro do esperado.

Gostou deste conteúdo ou tem alguma dúvida a qual podemos ajudar a esclarecer? Deixe um comentário no post!