Encontrar o lugar certo para fazer o financiamento de equipamentos ao abrir uma sorveteria nem sempre é a tarefa mais fácil do mundo. Quem não conta com dinheiro reservado para começar o próprio negócio, porém, encontra nessa alternativa a melhor opção para abrir o próprio negócio.

Por isso, vamos ajudá-lo a entender como funciona o financiamento de equipamentos para fabricação de sorvetes, em que lugares você pode buscá-lo e quais são as opções mais vantajosas. Pronto para aprender? Então vamos lá!

Como fazer um financiamento de equipamentos?

Para fazer o financiamento de equipamentos é preciso estar atento aos papéis exigidos pelo banco. O CNPJ e o Plano de Negócios são alguns dos documentos que você precisará ter em mãos para conseguir o benefício.

A configuração societária da empresa, o capital inicial investido, a modalidade tributária e a comprovação de que o empréstimo será pago também deverão ser compartilhados com o banco. Com todos os documentos em mãos, é hora de escolher a instituição financeira e o tipo de financiamento que procura.

O que considerar na escolha de uma instituição financeira?

Ao considerar uma instituição financeira será preciso pensar no relacionamento que a sua empresa pretende ter o com o banco. Isso é importante porque, no caso de sua conta PJ ser vinculada à instituição que oferece o crédito, as taxas podem ser melhores.

Há casos em que o crédito só pode ser fornecido a correntistas. Não é preciso, porém, ficar limitado aos financiamentos oferecidos pela sua instituição. Opte sempre por aquele de melhor custo-benefício.

Compare preços, prazos e condições dos financiamentos. Como em qualquer operação bancária, deixar essas informações de lado pode causar prejuízos. Leia os contratos e consulte um gerente para entender a cessão de crédito plenamente.

Quais são as melhores opções no mercado?

Alguns financiamentos são mais populares para quem deseja ingressar no mercado de sorvetes. Conheça-os!

Proger Investgiro

O Proger é uma das principais opções de financiamento para quem está começando a própria sorveteria. Ele exige que o negócio seja cliente do banco, mas, fora isso, os únicos documentos necessários são o cadastro e a prova da capacidade de pagamento.

O prazo para receber o financiamento é de cerca de 6 meses. O Proger oferece até R$ 600 mil em recursos e é financiado pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Seus prazos são de no máximo 60 meses para pagar, e a carência depende da disponibilidade do FAT .

Os bens que estão previstos no seu Plano de Negócios, as máquinas e equipamentos necessários para operar e a benfeitoria de imóveis podem todos ser financiados. A empresa também pode garantir o capital de giro, investimentos em franquias e a compra de softwares.

O Proger prioriza PMEs e visa facilitar o crescimento dessas empresas. Fique atento, porém, à seguinte regra: o Investgiro não permite o financiamento de bens que reduzem custos sem gerar novos empregos. Quando utilizado para melhorar a infraestrutura, o empréstimo pode cobrir apenas reformas.

FNE

O FNE é um programa do Banco do Nordeste voltado para o desenvolvimento social e econômico. Com ele, é possível ampliar a capacidade de produção da sua empresa ou abrir um novo negócio.

O programa do governo federal financia investimentos de médio e longo prazo, como a compra de maquinário e a aquisição de capital de giro para que seu negócio seja um sucesso. O subsídio oferece taxas mais competitivas para quem deseja abrir um negócio no Nordeste. Entretanto, ele não está condicionado à região: lugares como o Vale do Jequitinhonha, em Minas gerais, e o norte do Espírito Santo também são contemplados pelo programa.

Antes de contratar, lembre-se: o FNE oferece fornecimento apenas a pequenos empreendedores e projetos localizados em espaços prioritários (como cidades com alta taxa de desemprego). São essas as condições que definem qual a porcentagem de equipamentos que o banco pode financiar e em que prazo.

Sicoob Máquinas e Equipamentos

O Sicoob, sistema formado pelas cooperativas de crédito do Brasil, também oferece opções de financiamento atrativas para que as empresas aumentem a produtividade e as vendas. Ele oferece financiamentos, através do BNDES, para a compra de máquinas e até mobiliário para a sua sorveteria. Utilizando o cartão do BNDES, é possível parcelar em até 48 vezes a compra de máquinas para a sorveteria.

Empresas que fazem parte de cooperativas, porém, são as que veem mais vantagens nos financiamentos oferecidos aqui. Elas encontram no banco taxas mais competitivas e prazos maiores para quitação dos bens.

Bancos privados

A maioria dos bancos privados também oferece algum tipo de financiamento para as empresas na compra de equipamentos. O modelo de funcionamento desses créditos pode diferir daqueles oferecidos pelos bancos públicos, em prazos e taxas. Os contratos oferecem menos restrições, permitindo que o dinheiro seja investido também em outras áreas do negócio.

Ofertas de bancos privados estão sempre condicionadas ao tipo de negócio. Quem abre uma sorveteria tem taxas diferentes de quem abre uma loja de eletrônicos, por exemplo. Os bancos também podem limitar a quantidade de equipamentos a serem adquiridos por vez.

Um dos grandes diferenciais da modalidade é pagar direto para o banco e não para o fornecedor. Ele libera uma carta de crédito, adquire o maquinário e o valor é debitado da sua conta mensalmente.

Seguros mais amplos são uma vantagem também: eles podem proteger tanto as máquinas de sorvete adquiridas, de avarias e desastres, quanto o pagamento das parcelas.

Taxas de juros, prazo de pagamento e credibilidade da instituição financeira escolhida devem ser prioridades do empreendedor na hora de fazer um financiamento. Essas informações lhe garantirão o melhor negócio e devem ser observadas por quem solicita o recurso, não por quem o oferece.

Se for preciso, consulte um contador ou um advogado especializado em finanças para ajudá-lo na revisão de contratos e comparação das ofertas. Também se informe com o fornecedor do bem: ele pode lhe mostrar como cada tipo de financiamento vai impactar a abertura do seu negócio.

Entendeu como fazer o financiamento de equipamentos para a sua sorveteria e já sabe qual deles escolher? Ou ficou com dúvidas? Deixe um comentário!

Powered by Rock Convert